Quais são os problemas de não emitir notas fiscais para transações via PIX?

Quais São Os Problemas De Não Emitir Notas Fiscais Para Transações Via Pix - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Compartilhe nas redes!

O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) estabelece que, além das informações relativas às transações com cartões de crédito e débito, os bancos também precisam informar ao Fisco todas as operações feitas com o PIX. Então, se você acha que as transações via PIX estão livres de rastreio por parte da Receita Federal, muito se engana!

Essa norma estabelece que o envio das informações seja feito desde o início dos serviços desse meio de pagamento, que é tão usado pelos brasileiros desde sua implantação. E isso é muito importante para as micro e pequenas empresas, pois os pagamentos via PIX que não tiverem a devida emissão de Nota Fiscal serão considerados como omissão de receita e podem configurar como crime de sonegação fiscal.

Diante disso, é importante que você, empresário entenda que não há como deixar de emitir nota fiscal. Então hoje separamos neste artigo tudo que você precisa saber!

Boa leitura!

Nao Quer Ter Problemas Com Transacoes Via Pix - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Obrigatoriedade da emissão da Nota Fiscal

Mesmo que o consumidor não solicite, a empresa deve emitir a nota fiscal, pois o Fisco tem acesso às informações de transações realizadas com cartão de crédito, débito e PIX, podendo facilmente cruzar os dados com as notas fiscais que foram ou não emitidas.

É importante lembrar que a falta de emissão de nota fiscal constitui crime de sonegação fiscal de acordo com a Lei 4.729,65) e além de multas, pode acarretar na exclusão das micro e pequenas empresas do Simples Nacional.

Convênio ICMS 50/2022

No dia 11 de abril de 2022, foi publicado o Convênio ICMS 50 da Secretaria da Receita Federal e do Confaz, que estabeleceu que a emissão do comprovante de transação de vendas e serviços devem estar vinculados ao documento fiscal emitido na operação ou prestação respectiva.

Esse comprovante de transação, deverá conter:

  • Dados de quem recebeu o pagamento: CNPJ e nome da empresa ou CPF e nome cadastral;
  • Código de autorização ou identificação do pedido;
  • Identificação do terminal que ocorreu a transação;
  • Data, hora e valor da operação.

Os bancos deverão enviar as informações a partir do movimento de janeiro e seguir um cronograma, bem como as transações realizadas via PIX deverão ser enviadas de forma retroativa, desde o início dos serviços deste meio de pagamento.

Quer Saber Mais Sobre Como Emitir Notas Fiscais Para Transacoes Via Pix - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

O aumento da utilização do PIX

Um levantamento realizado pela assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) constatou o aumento da utilização do PIX e afirma que hoje já é o meio mais utilizado para pagamentos eletrônicos.

Isso reforça mais ainda o que falamos no início deste artigo.

Na atualidade, não há mais como sonegar informações ao Fisco, visto que o controle de operações comerciais é todo automatizado.

E o que o PIX tem a ver com o Imposto de Renda?

A Receita Federal já declarou que considera as vendas de empresas realizadas por meio do PIX análogas às realizadas com dinheiro em espécie. Portanto, as transferências via PIX são contabilizadas no faturamento da empresa para efeito dos limites do Simples Nacional, por exemplo.

Todo pagamento realizado por meios eletrônicos ainda é mais fácil de ser fiscalizado, pois deixa um rastro no sistema de pagamento, diferente do dinheiro vivo. As informações sobre movimentação financeira dos contribuintes são importantes para identificar irregularidades.

Além disso, a prestação de dados financeiros pelos bancos assegura elementos mínimos necessários para garantir meios para que a Administração Tributária seja efetiva no cumprimento de sua emissão.

Os valores globais de movimentação financeira e saldos são declarados pelos bancos ao Fisco, sem diferenciar se são originados do PIX ou de TEDs. Os bancos informam essas transferências bancárias dos contribuintes por meio da e-Financeira, onde o banco de dados é importante para garantir transparência, conformidade e combate a transações ilícitas.

Quais seriam então as vantagens e as desvantagens do PIX?

O uso do PIX é mais fácil, isso não podemos negar, mas há também mais chance de cair em golpes. Pesquisas mostram que o PIX é usado por 71% dos brasileiros e a aprovação entre os jovens é de 99%.

Entre os pontos positivos, podemos destacar:

  • Ausência de cobrança de taxas para transferências: antes do PIX, as transações tinham um custo alto, e agora é possível transferir até valores pequenos sem pagar nada por isso;
  • É possível usar o PIX fora do horário comercial em tempo real, sem ter que esperar agendamento, em qualquer hora e de qualquer lugar;
  • Também é possível fazer pagamentos com mais facilidade. Imagine que você está dividindo a conta com amigos em uma mesa de um restaurante, é mais fácil cada um dar uma parte do valor, o PIX facilita isso, sem cobrar nenhuma taxa;
  • Se você saiu de casa e esqueceu a carteira, não há mais desculpa. É só pegar o celular e fazer um PIX. A maioria dos restaurantes, bares e até barraquinhas na praia aceitam essa modalidade como meio oficial na hora de pagar a conta.

Mas há também pontos negativos:

  • Fraudes e golpes aumentaram. Existem situações onde o criminoso se finge de outra pessoa e pede um PIX porque está precisando de dinheiro. Como não tem agendamento e o dinheiro cai na hora é provável que a pessoa não recupere o valor que foi roubado;
  • O vazamento de dados é outro problema. Segundo o Banco Central, nos últimos meses, houveram três vazamentos de dados de bancos diferentes usando o PIX e mais de 570 mil chaves foram expostas;
  • Por conta dessas fraudes, novas restrições foram impostas, como limite de horário e valores, e isso pode ser considerado um ponto negativo para algumas pessoas, que precisam fazer transações mais altas fora de horário.

E você, usa o PIX no dia a dia?

Como vimos, usar o PIX é prático e rápido, mas você empresário, se pensa que ao receber em PIX no seu estabelecimento está livre de fiscalização, está enganado pois como demonstramos acima, não declarar os recebimentos dessa modalidade é considerado como sonegação fiscal.

Conheca A Amaral Contabilidade E Como Podemos Ajudar O Seu Negocio - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Amaral Contabilidade

Nossos profissionais se posicionam como apoiadores de sua empresa e a meta é colaborar com o crescimento de empreendedores, superando as expectativas de nossos clientes. Os diferenciais de nosso trabalho são o atendimento personalizado e o comprometimento com os valores dos clientes. Buscamos sempre agilidade e qualidade na entrega de nossos serviços, além de soluções definitivas e específicas à realidade de cada empresa
Então se é de uma contabilidade dessa que você precisa, entre em contato com a Amaral, clicando no botão abaixo! Em breve um de nossos consultores te dará uma resposta!
Whatsapp Amaral Contabilidade - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Dctf Tudo Que Sua Empresa Precisa Saber Dessa Declaração - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

DCTF: Tudo que sua empresa precisa saber dessa declaração!

Entender o sistema tributário brasileiro é um desafio para as empresas.  Entre as diversas obrigações, a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) se destaca como um instrumento importante.  Ela não apenas reflete a transparência fiscal da sua empresa

Voce Precisa Declarar Ganhos Do Mei No Irpf - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Você precisa declarar ganhos do MEI no IRPF? 

Com o crescimento do empreendedorismo no país, aumenta também a quantidade de pessoas que precisam entender as obrigações fiscais. Elas acompanham esse tipo empresário de ser.  Se você é MEI, pode estar se perguntando: “Preciso declarar meus ganhos no IRPF?”.

Como Aumentar Sua Restituicao - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Como aumentar sua restituição?

Conseguir uma restituição maior no imposto de renda pode fazer uma diferença significativa no seu orçamento anual. Muitas pessoas veem esse momento com uma mistura de esperança e ansiedade, afinal, quem não gostaria de aumentar o valor da restituição?  Neste

Aprenda A Calcular O Inss Sobre O Pro Labore - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Aprenda a calcular o INSS sobre o pró-labore

Compreender como calcular o INSS sobre o pró-labore é essencial tanto para os empresários quanto para os profissionais liberais.  Afinal, este cálculo não só garante a conformidade legal da sua empresa como também impacta diretamente na saúde financeira do seu

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Foi determinado pelo fisco que a antecipação do ICMS deve…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Modelo 4 Irpf 2024 - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade