Guia 2024 para Imposto de Renda para clínicas médicas

Guia 2024 Para Imposto De Renda Para Clinicas Medicas - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Compartilhe nas redes!

Se você administra uma clínica médica, sabe como é importante estar em dia com as obrigações fiscais. 

O Imposto de Renda pode ser um pouco complexo, mas com as informações certas, você pode simplificar o processo e evitar problemas futuros. Em 2024, algumas mudanças importantes podem afetar sua clínica, e entender essas alterações é fundamental para garantir que tudo esteja em ordem.

Neste artigo, vamos te ajudar a entender tudo o que você precisa saber sobre o Imposto de Renda para clínicas médicas em 2024. 

Vamos explicar as principais mudanças na legislação, quais despesas você pode deduzir, e como organizar sua documentação para evitar erros. 

Com essas dicas, você poderá maximizar seus benefícios fiscais e focar no que realmente importa: cuidar dos seus pacientes.

Vamos lá, continue lendo para descobrir como preparar sua clínica para a declaração de Imposto de Renda de 2024 de maneira simples e eficiente.

Principais mudanças na legislação fiscal para 2024

O prazo para o acerto anual com o Leão já começou, e com ele, várias mudanças na declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2024 (ano-base 2023) que precisam da sua atenção. 

Desde o dia 15 de março, contribuintes de todo o Brasil entraram na contagem regressiva para enviar suas declarações, pois há novas regras que podem influenciar diretamente na obrigação de declarar e nos valores a deduzir.

Uma das principais mudanças foi o ajuste na faixa de isenção do IR, que agora está fixada em R$ 2.640. Este aumento significativo em relação ao período anterior pode afetar muitos contribuintes. Embora nem todas as faixas da tabela progressiva tenham tido alteração, essas mudanças são importantes.

Além disso, o limite para rendimentos tributáveis aumentou para R$ 30.639,90. A receita bruta da atividade rural também teve seu limite ajustado, agora em R$ 153.199,50. Outra mudança importante é o aumento do patrimônio mínimo que obriga a declaração, que agora é de R$ 800 mil. Estima-se que cerca de 4 milhões de pessoas sejam dispensadas da declaração este ano devido a essas alterações, segundo informações da própria Receita Federal.

Para os contribuintes com investimentos fora do Brasil, houve modificações nas regras para detalhamento de bens no exterior, pois incluiu-se a obrigatoriedade de especificar esses bens como se pertencessem à pessoa física, conforme a nova legislação. 

Outra novidade é a inclusão de informações sobre embarcações aéreas na declaração pré-preenchida, com dados fornecidos pela ANAC.

Os formulários para criptoativos agora demandarão mais detalhes, e houve mudanças nas regras de doações, incluindo o aumento dos limites para certas categorias e o retorno de algumas modalidades dedutíveis.

Despesas dedutíveis para clínicas médicas

As clínicas médicas podem aproveitar várias despesas dedutíveis ao declarar o Imposto de Renda. Essas deduções ajudam a reduzir a carga tributária, garantindo que você não pague mais do que o necessário. 

Primeiro, é importante saber que despesas com pessoal, como salários de médicos, enfermeiros e funcionários administrativos, são dedutíveis. Além disso, gastos com treinamento e capacitação da equipe também podem ter dedução.

Outras despesas comuns incluem investimentos em equipamentos médicos e tecnológicos, que são essenciais para o funcionamento da clínica. Esses investimentos podem ter amortização ao longo do tempo, reduzindo o impacto no seu imposto de renda. Também é possível deduzir custos operacionais, como aluguel do espaço, contas de energia, água, internet e telefone.

Manutenção e reparos de equipamentos e instalações são mais uma categoria de despesas dedutíveis. Isso inclui tanto pequenos reparos quanto grandes reformas necessárias para manter a clínica em boas condições de funcionamento.

E despesas com material de consumo, como medicamentos, materiais de escritório e produtos de limpeza, também podem ter dedução. 

Como escolher o regime tributário mais adequado

Existem três principais regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Cada um tem suas próprias características e vantagens, e a escolha depende de vários fatores.

Considere o Simples Nacional. Este regime é para pequenas e médias empresas com receita bruta anual de até R$ 4,8 milhões. Ele simplifica o pagamento de impostos, unificando vários tributos em uma única guia de recolhimento. As alíquotas variam de acordo com a faixa de receita e a atividade da empresa, sendo geralmente mais vantajosas para empresas de menor porte.

Em seguida, temos o Lucro Presumido. Este regime é para empresas com receita bruta anual de até R$ 78 milhões. Nele, a base de cálculo do imposto se determina com base em um percentual da receita bruta, que varia conforme o setor de atividade. Para clínicas médicas, esse percentual é geralmente de 32%. Este regime pode ser vantajoso se sua margem de lucro real for menor que o percentual presumido.

Por fim, o Lucro Real é obrigatório para empresas com receita bruta anual superior a R$ 78 milhões, mas pode ser escolhido por qualquer empresa. Neste regime, os impostos se calculam com base no lucro líquido apurado no período. Apesar de ser mais complexo e exigir uma contabilidade detalhada, ele pode ser vantajoso para empresas com margens de lucro baixas ou que possuem muitas despesas dedutíveis.

Para escolher o regime mais adequado, analise a receita bruta da sua clínica, suas despesas operacionais e margem de lucro. 

Organizando a documentação necessária 

Comece reunindo todos os documentos relacionados às receitas da clínica, como notas fiscais, recibos e extratos bancários. Essas informações são fundamentais para calcular o total de rendimentos tributáveis.

Em seguida, colete todos os comprovantes de despesas dedutíveis. Isso inclui salários de funcionários, investimentos em equipamentos médicos, contas de água, luz, telefone e internet, além de despesas com manutenção e reparos. Não se esqueça dos gastos com material de consumo, como medicamentos e produtos de limpeza.

Também é importante reunir os comprovantes de investimentos da clínica. Isso inclui compras de novos equipamentos, reformas e melhorias no espaço físico. Mantenha um registro detalhado de cada despesa, com data, valor e motivo do gasto.

Documentos fiscais, como guias de recolhimento de impostos e contribuições, também devem estar organizados. Isso inclui o pagamento de tributos municipais, estaduais e federais.

Não esqueça de documentos relacionados a empréstimos e financiamentos, caso sua clínica tenha contratado algum. Esses documentos são importantes para comprovar pagamentos de juros e amortizações.

Use pastas físicas ou arquivos digitais bem organizados para garantir que você encontrará facilmente qualquer informação necessária. Manter tudo em ordem ao longo do ano facilita muito na hora de fazer a declaração do Imposto de Renda.

Estratégias para reduzir a carga tributária 

Como mencionamos anteriormente, avaliar entre Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real pode fazer uma grande diferença nos impostos a serem pagos.

Outra estratégia é aproveitar todas as deduções que se permite por lei. Certifique-se de deduzir todas as despesas operacionais, como salários, aluguel, contas de luz, água e telefone, além de investimentos em equipamentos e treinamentos. Manter um controle rigoroso dessas despesas é essencial para maximizar as deduções.

Além disso, investir em tecnologia e equipamentos médicos pode trazer benefícios fiscais. Muitos desses investimentos são dedutíveis e podem ter amortização ao longo do tempo, reduzindo a base de cálculo do imposto.

A contratação de um bom contador também é uma estratégia importante. Um profissional especializado pode identificar oportunidades de economia que você talvez não conheça, pois além de garantir que todas as deduções sejam corretamente aplicadas e que sua clínica esteja em conformidade com a legislação.

Outro ponto importante é a revisão periódica das suas operações e despesas. Realizar auditorias internas regularmente ajuda a identificar áreas onde você pode cortar custos e otimizar recursos, o que também contribui para a redução da carga tributária.

Por fim, considere a possibilidade de realizar um planejamento tributário anual. Isso envolve a análise detalhada de todas as receitas e despesas da clínica, permitindo que você tome decisões informadas sobre investimentos e despesas ao longo do ano, sempre com o objetivo de reduzir a carga tributária de forma legal e eficiente.

Amaral Contabilidade pode te ajudar com a contabilidade do seu negócio.

Um escritório com profissionais altamente qualificados em todos os nichos da contabilidade. Onde atuamos, superando as expectativas dos clientes, trazendo inovação e atendimento personalizado, pois buscamos sempre agilidade e qualidade na prestação de nossos serviços. 

Se sua empresa precisa de um escritório personalizado, entre em contato hoje mesmo com um de nossos contadores para um atendimento personalizado. Clique no botão abaixo!

Image 4 - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Regimes Tributarios Conheca As Vantagens De Cada Um - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Regimes tributários: Conheça as vantagens de cada um!

A escolha do regime tributário é uma decisão importante para qualquer empresa, pois impacta diretamente na carga tributária e, consequentemente, na saúde financeira do negócio. No Brasil, os principais regimes tributários são o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o

Tributacao Para Clinicas Medicas Entenda Como Funciona - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Tributação para clínicas médicas: Entenda como funciona

As clínicas médicas, assim como outras empresas, estão sujeitas a diferentes tipos de tributos, como impostos, contribuições e taxas. Esses tributos são os governos federal, estadual e municipal que cobram. Cada um desses tributos tem suas próprias regras e prazos

Importadoras E Exportadoras Entenda Como Abrir Uma Empresa - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Importadoras e exportadoras: Entenda como abrir uma empresa!

Abrir uma empresa de importação e exportação não é tão simples, mas com as informações corretas e planejamento adequado, o processo pode ser simplificado. Prepare-se para dar os primeiros passos no mundo do comércio exterior, aproveitando as oportunidades que esse

Importadora Quais Sao As Vantagens De Ter Uma Contabilidade - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Importadora: Quais são as vantagens de ter uma contabilidade?

Administrar uma importadora envolve muitas responsabilidades e desafios. Entre eles, a gestão financeira é uma das mais importantes.  Ter uma contabilidade bem estruturada pode fazer toda a diferença para o sucesso do seu negócio.  Muitas vezes, empresários se perguntam se

Guia 2024 Para Imposto De Renda Para Clinicas Medicas - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade

Guia 2024 para Imposto de Renda para clínicas médicas

Se você administra uma clínica médica, sabe como é importante estar em dia com as obrigações fiscais.  O Imposto de Renda pode ser um pouco complexo, mas com as informações certas, você pode simplificar o processo e evitar problemas futuros.

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Gerenciar as finanças é um aspecto fundamental para qualquer profissional,…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Modelo 4 Irpf 2024 - Contabilidade em Santa Catarina | Amaral Contabilidade